sexta-feira, 16 de julho de 2010

Toca-corações


     Tenho uma coisa para te contar, mas não sei bem por onde começar nem as palavras certas a utilizar. Tens de perceber que não é fácil escolher as palavras certas para ti porque estas vêm carregadas de milhares de significados e tenho medo que tu escolhas o que te convém e não o que realmente lhe atribuí. Por isso, quando ouvires o que te tenho a dizer peço-te que te ponhas no meu lugar, penses como eu e sintas como eu. Eu sei que tu és capaz disso, aliás, quem vive tanto tempo no coração de outra pessoa acaba por conhecê-la em todos os modos e sentidos. É como se se tratasse de um intercâmbio de emoções e vivências, sem medo algum de tudo o que possa ser partilhado. 
     Espero bem que tenhas percebido o que te quis dizer até agora até porque vais mesmo precisar disso. Pensa como o meu coração pensaria, entende como eu entenderia e responde como só tu és capaz de fazer, com todo o teu carinho e respeito. O meu coração ainda bate por ti, a minha pele ainda transpira o teu cheiro, a minha mão ainda conhece o teu corpo e o meu corpo ainda está apaixonado pelo teu, como se fosses uma droga e eu a toxicodependente que anseia por te tomar. Curioso não é? Mas continua a ouvir com muita atenção e não te limites a ouvir, escuta também. Apesar de tudo isso e de te considerar um pilar na minha vida, se não mesmo o pilar dela, não me vou permitir voltar a tomar uma dose tua e depois ter que passar o resto dos dias de ressaca e a pedir desesperadamente mais um bocado. Não posso, se não a minha vida vai-se basear em pequenos bocados de nada que só servem para saciar o desejo animal que qualquer ser humano sente. Espero com isto que tenhas recebido a mensagem pois não tenciono dizer-te mais nada até ao dia em que nos cruzemos novamente e te volte a conhecer, como se fosses apenas mais um desconhecido que me tocou o coração. 

2 comentários:

  1. CristianaFernandes '25 de julho de 2010 às 11:08

    Amei Sara *.*
    Está mesmo profundo..
    Tocou cá dentro (:

    ResponderEliminar